Muitas pessoas sonham com a independência financeira. Afinal, quem é que não gostaria de se reformar mais cedo, viajar pelo mundo e não ter que se preocupar em ter dinheiro suficiente para pagar tudo o que precisa? A liberdade financeira é ótima. Mas o que é realmente necessário para se tornar financeiramente independente? É mesmo possível?

Índice

O que é a independência financeira?

É possível alcançar a independência financeira?

Cinco níveis de independência financeira

Ficando prático

Como se reformar mais cedo

Qual é o método FIRE para a reforma antecipada?

Tipos de investimento FIRE

Invista sabiamente para a independência financeira

O que é a independência financeira?

Na prática, a independência financeira pode significar algo um pouco diferente de pessoa para pessoa, dependendo até certo ponto do estilo de vida desejado. Algumas pessoas sentem-se confortáveis com um estilo de vida minimalista, outros necessitam de carros de luxo e grandes imóveis para se sentirem “financeiramente livres”. No entanto, o conceito básico de independência financeira permanece o mesmo: quando um indivíduo tem as suas próprias finanças sob controlo, decide como pode criar as suas próprias fontes de rendimento, independentemente da entidade patronal, do governo ou de outras entidades externas.

É possível alcançar a independência financeira?

A independência financeira é um objetivo digno de qualquer pessoa, e também pode ser visto como um processo benéfico por si só. Isso ocorre porque existe um espectro, que varia de financeiramente dependente a financeiramente independente, ao longo do qual as pessoas progridem em direção ao destino final da liberdade financeira. Não é tudo ou nada. Cada nível tem os seus benefícios, e quanto mais avançar neste espectro em direção ao seu objetivo, mais esses benefícios podem afetar cumulativamente a sua vida cotidiana de maneira positiva.

Cinco níveis de independência financeira

Cinco níveis de independência financeira

Financeiramente dependente

É quando as suas despesas são maiores do que a sua renda e, portanto, você está de uma forma ou de outra dependente de alguém ou de outra coisa para ajudá-lo. Este é o nível em que todos nós começamos, e às vezes é chamado de nível zero – já que alguém que financeiramente dependente não tem independência financeira.

Financeiramente Solvente

O seu rendimento é suficiente para que você possa pagar as suas obrigações financeiras sem qualquer ajuda externa para cobrir despesas regulares.

Financeiramente estável

Assim que conseguir pagar as suas obrigações financeiras de forma consistente, o próximo passo é começar a poupar. A estabilidade financeira geralmente é alcançada quando você cria um fundo de emergência – mas ainda não começou a poupar dinheiro a longo prazo. Também poderá ter alguma dívida, como um empréstimo de estudante ou hipoteca.

Financeiramente seguro

A segurança financeira é alcançada quando o seu rendimento pode pagar facilmente todas as despesas básicas de vida e, para além disso, também permite que você permaneça à tona temporariamente, se necessário, como por exemplo, se perder o emprego e precisar de procurar um novo. Esta é a altura de se livrar de quaisquer dívidas com juros altos, para que possa começar a concentrar-se na construção de uma base sólida de investimentos que o levará ao próximo nível.

Financeiramente independente

Neste momento, não depende apenas do seu rendimento para pagar as suas despesas. Fez investimentos a longo prazo  e estáveis que estão a pagar dividendos que permitem que você continue a construir a sua riqueza. Esses lucros de investimento são suficientes para cobrir o estilo de vida desejado, seja ele qual for.

Sendo Prático

Existem, provavelmente tantas abordagens para alcançar a independência financeira quanto pessoas. Isso acontece porque as necessidades e os níveis de conforto variam de pessoa para pessoa. Mas todas as abordagens podem ser divididas em duas categorias básicas: redução de despesas e aumento de receitas. A maioria das estratégias para obter independência financeira combinará abordagens de cada uma destas categorias para maximizar o progresso e minimizar o prazo. Isto trata-se simplesmente de bom senso, pois quanto maior for o seu rendimento e menores as suas despesas, mais rápido poderá alcançar a independência financeira.

Exemplos de redução de despesas incluem um orçamento mais rigoroso e redução da dívida. A triste realidade é que muitas famílias hoje estão a usar crédito para viver além das suas possibilidades, um hábito que precisa ser resolvido antes de definir qualquer meta de independência financeira de forma realista. Viver um estilo de vida mais frugal e acompanhar as despesas de forma consistente geralmente é necessário para manter as despesas básicas sob controlo. Se, como muitas pessoas, está a pagar altas taxas de juros sobre dívidas, provavelmente faz sentido criar uma estratégia de pagamento de dívidas antes de se concentrar em investimentos a longo prazo.

Investir, seja em ações, imóveis ou negócios, é um exemplo de aumento do rendimento – e, de facto, é improvável que a independência financeira possa ser alcançada sem isso. Aumentar o seu rendimento é outra abordagem, seja como funcionário ou proprietário de um negócio. Isto pode incluir uma promoção de emprego, aumentar as suas habilidades profissionais para cobrar taxas mais altas ou expandir para novos nichos de negócios.

Cada uma dessas abordagens requer dedicação e criatividade. A independência financeira é certamente algo que todos gostariam de alcançar, mas somente ao tomar medidas práticas conseguirá progredir em direção ao seu objetivo.

Como se reformar mais cedo

Como se reformar mais cedo

Nos últimos anos, o termo “independência financeira” passou a significar reforma antecipada – quando você pode parar de trabalhar ainda jovem. Para algumas pessoas, o objetivo é reformarem-se na casa dos quarenta, ou talvez até mais cedo. O nível em que alguém é capaz de se reformar completamente também pode ser chamado de liberdade financeira.

Mais uma vez, existem muitas abordagens e estratégias diferentes para se reformar mais cedo. Mas o primeiro passo é descobrir quanto dinheiro precisa para se reformar mais cedo e manter o estilo de vida desejado. Embora existam muitos fatores pessoais que podem influenciar esse número, uma calculadora de reforma online pode ser útil para fornecer uma estimativa inicial aproximada. Mas, de acordo com o método FIRE, que abordaremos a seguir,  precisa de acumular um património líquido de 25 vezes os seus gastos anuais estimados para atingir esse nível de independência financeira.

Qual é o método FIRE para a reforma antecipada?

Com base no livro best-seller Your Money or Your Life de Vicki Robin e Joe Dominguez, FIRE significa “Independência Financeira Reforma Antecipada”. O método de investimento FIRE envolve basicamente uma poupança extrema – de 50 a 70% do seu rendimento anual – e depois o investimento dessa poupança para produzir uma renda passiva. A ideia é que, num período relativamente curto, esses investimentos forneçam dinheiro suficiente para cobrir as despesas de subsistência, de modo que a independência financeira, incluindo a reforma, se assim pretender, seja alcançada numa idade mais jovem.

Apenas para colocar isto em perspectiva, a percentagem padrão de rendimento anual recomendada pelos planeadores financeiros para poupar normalmente é de 10 a 15%. Com uma taxa de poupança de 10%, seriam necessários nove anos de trabalho para poupar um ano de despesas de subsistência. Mas com uma taxa de poupança de 50%, demora apenas um ano de trabalho para poupar um ano de despesas de subsistência. A implementação de um curto prazo não requer obviamente pequenos sacrifícios – mas os benefícios acumulados a longo prazo também são óbvios.

O recente aumento da popularidade do movimento FIRE indica que muitos jovens estão cansados da incerteza financeira e da “corrida dos ratos” convencional de trabalhar apenas para pagar as contas – o suficiente para fazer os sacrifícios de curto prazo. Também coincidiu com uma corrida sustentada no mercado de ações, que impulionou ainda mais os investimentos dos devotos do FIRE.

Tipos de investimento FIRE

Como em qualquer movimento popular, inevitavelmente irão surgir variações à medida que as pessoas adaptam a metodologia às suas próprias necessidades e estilo de vida. Além do método FIRE “tradicional”, existem diferentes variações cujos adeptos chamam:

LeanFIRE: Ao planear continuar minimizando as despesas quotidianas abaixo do médio a longo prazo,  pode aposentar-se mais cedo do que se estivesse a planear um estilo de vida médio.

FatFIRE: Em contraste com a variação do LeanFIRE, com o FatFIRE  planeia ter despesas acima da média quando chegar à reforma precoce.

BaristaFIRE: Para aqueles cujas poupanças extremas parecem bem extremas, considerem esta variação como FIRE em part-time. Você está a poupar o suficiente agora para que, mais tarde, não precise de tanto redimento anual do trabalho. Embora não vá necessariamente se reformar mais cedo,  terá a flexibilidade de optar por não trabalhar em período integral, ou talvez num emprego que pague menos, mas que  goste mais.

CoastFIRE: Aqui o conceito é que, ao investir agressivamente desde cedo,  planeia não precisar continuar a investir – eventualmente usando o poder da composição para cobrir as suas despesas, também conhecido como “coasting”. Essa variação também pode ser usada de forma semelhante ao BaristaFIRE, para flexibilidade de trabalho em vez de reforma antecipada.

Invista com sabedoria para a independência financeira

A liberdade de escolher não trabalhar não é um sonho impossível. Mas exige disciplina e dedicação consistentes. Também requer a criação de rendimento passivo de investimentos inteligentes numa variedade de ativos, como ações e ETFs, que podem resistir ao teste do tempo e pagar dividendos saudáveis a longo prazo. Isto tornar-se-á no rendimento que financiará a sua vida. Para um futuro seguro, é sempre importante tomar essas decisões de investimento com sabedoria.


Esta informação é apenas para fins educativos e não deve ser tomada como conselho de investimento, recomendação pessoal, ou oferta ou solicitação de compra ou venda de quaisquer instrumentos financeiros.

Este material foi preparado sem ter em conta quaisquer objetivos de investimento ou situação financeira particulares e não foi preparado de acordo com os requisitos legais e regulamentares para promover a investigação independente. Quaisquer referências ao desempenho passado de um instrumento financeiro, índice ou pacote de produtos de investimento não são e não devem ser tomadas como um indicador fiável de resultados futuros.

eToro não faz qualquer representação e não assume qualquer responsabilidade quanto à exatidão ou totalidade do conteúdo deste guia. Certifique-se de que compreende os riscos envolvidos na negociação antes de comprometer qualquer capital. Nunca arrisque mais do que está preparado para perder.